• A-
    A+
  • Português
  • Українською
  • English
Intervenção da Embaixadora da Ucrânia em Portugal Inna Ohnivets no seminário empresarial, 30 de junho de 2017
30 junho 2017 18:37

Antes de mais, gostaria de agradecer à Associação Industrial Portuguesa a possibilidade de organizar este seminário empresarial. Creio que um elemento chave de qualquer negócio é o estabelecimento de contatos diretos entre os círculos empresariais, o que se torna mais importante após a assinatura do Acordo de Associação entre a União Europeia e a Ucrânia e, posteriormente, o início do funcionamento da Zona de Comércio Livre a primeiro de janeiro do ano passado. As oportunidades oferecidas aos nossos parceiros estrangeiros pela zona de comércio livre no que diz respeito ao procedimento simplificado para entrar no mercado ucraniano de muitos milhões de pessoas deve ser o catalisador para o aumento de atividade das empresas europeias. 

É um facto conhecido que, desde dois mil e catorze, o meu país tem lutado contra a agressão militar russa no Leste da Ucrânia, contra a propaganda do Kremlin no mundo, bem como tem tentado, através dos meios diplomáticos, libertar a sua península da Crimeia dos ocupantes russos.

Mas, ao mesmo tempo, nestas condições difíceis, nos últimos três anos, a Ucrânia tem implementado reformas, em particular na economia e na esfera judicial, tendo atingido um progresso mais significativo do que durante os vinte e dois anos anteriores. A Ucrânia continua a implementar as reformas na esfera da defesa e da segurança, de acordo com os padrões da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN).

As tarefas principais da Ucrânia são a reforma da administração estatal, da justiça, a descentralização, a privatização de companhias estatais, a reforma do sistema de contratação pública e a continuação da reforma tributária.

De acordo com as estimativas do Banco Mundial, em dois anos, a Ucrânia subiu do centésimo décimo segundo lugar para o octogésimo lugar no rating de Doing Business. Este facto demonstra a eficácia do processo de reformas abrangentes.

O crescimento económico está a acelerar. No ano passado, o crescimento do Produto Interno Bruto atingiu 2,2% em comparação com o ano dois mil e quinze. O processo de reformas estabelece as bases para um crescimento económico sustentável a médio prazo.

Continua-se a atividade das recém-criadas entidades de combate contra a corrupção, tais como a Agência Nacional de Anticorrupção, a Procuradoria Especializada de Anticorrupção e a Agência Nacional de Prevenção de Corrupção.

A introdução do regime de isenção de vistos da União Europeia para os ucranianos é mais uma prova da eficácia das reformas implementadas pela Ucrânia, sendo o melhor estímulo para fortalecer a dinâmica das mudanças internas.

É com muito agrado que assinalo que, no ano em curso, o comércio bilateral entre a Ucrânia e Portugal voltou a crescer. Segundo os dados do Serviço Estatal de Estatística da Ucrânia, no primeiro trimestre do ano corrente, o volume do comércio bilateral atingiu 105 milhões de dólares, aumentando assim treze por cento em comparação com o mesmo período do ano passado. A exportação ucraniana de bens aumentou em 16,5% e totalizou 90 milhões de dólares. A importação de Portugal diminuiu em 6,8% e totalizou 12 milhões de dólares. O saldo positivo foi 81 milhões de dólares.

Em dois mil e dezasseis, o volume do comércio bilateral entre a Ucrânia e Portugal foi de duzentos e setenta e oito milhões de dólares. A exportação da Ucrânia foi de duzentos e vinte e oito milhões de dólares, e a importação para a Ucrânia foi de cinquenta milhões de dólares. O saldo positivo foi cento e setenta e sete milhões de dólares.

Os principais artigos de exportação da Ucrânia para Portugal são tradicionalmente produtos agrícolas (sessenta e oito por cento do volume total da exportação), incluindo cereais, sementes oleaginosas, óleos e gorduras de origem animal ou vegetal, bem como metais ferrosos e maquinaria elétrica.

Os principais artigos de importação de Portugal são maquinaria elétrica, cortiça e derivados, têxtil, caldeiras, máquinas, calçado, vestuário, café, chá, produtos farmacêuticos, leite e produtos lácteos, carne de aves e mel.

No primeiro trimestre do ano corrente, a exportação ucraniana de bens para a União Europeia aumentou em quase vinte e cinco por cento. Sendo assim, a União Europeia tornou-se o maior parceiro comercial da Ucrânia. Ao longo dos últimos três anos, o volume do comércio com a Europa aumentou em 38%. A Rússia perdeu a sua posição, ficando com nove vírgula nove por cento.

Acreditamos que o volume do comércio bilateral e o nível da cooperação económica são extremamente insuficientes para os estados com grande potencial económica. Na nossa opinião, seria interessante combinar os nossos esforços na implementação de projetos económicos bilaterais, sobretudo no sector da alta tecnologia, incluindo aviação (manutenção, reparo e transporte), espaço exterior (construção e lançamento de satélites), construção naval, setor de energia (fornecimento de equipamentos, bombas, reservatórios, tubos de diferentes diâmetros para gasodutos, painéis solares, construção de centrais elétricas que utilizem energia renovável) e medicina.

As prioridades e os próximos passos da nossa cooperação económica devem ser definidos pela Comissão Intergovernamental do Comércio e da Cooperação Económica entre a Ucrânia e Portugal. Nós esperamos a proposta da Parte Portuguesa quanto às datas da segunda reunião da Comissão.

Importa ainda referir que, no âmbito das organizações internacionais, Portugal apoia politicamente a Ucrânia na sua luta pela soberania e integridade territorial, condenando as ações agressivas da Rússia em relação ao nosso estado.

As sanções da União Europeia continuam a ser um dos mecanismos eficazes para deter a agressão russa. Hoje em dia, a política de sanções aplicáveis a crimes contra a humanidade que cometa a autoridade ocupante russa em Donbas e na Crimeia é o meio mais eficaz para forçar o agressor a cumprir as suas obrigações internacionais.

Esperamos que Portugal continue a apoiar a Ucrânia neste assunto.

Agradeço a vossa atenção, Excelentíssimos Senhoras e Senhores. Espero que o nosso seminário empresarial possa dar o seu contributo para o desenvolvimento das relações económicas entre os povos ucraniano e português.

,

Outdated Browser
Для комфортної роботи в Мережі потрібен сучасний браузер. Тут можна знайти останні версії.
Outdated Browser
Цей сайт призначений для комп'ютерів, але
ви можете вільно користуватися ним.
67.15%
людей використовує
цей браузер
Google Chrome
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
9.6%
людей використовує
цей браузер
Mozilla Firefox
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
4.5%
людей використовує
цей браузер
Microsoft Edge
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
3.15%
людей використовує
цей браузер
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux