• A-
    A+
  • Português
  • Українською
  • English
Comentário do MNE da Ucrânia acerca das últimas declarações do MNE da Federação Russa sobre a implementação dos Acordos de Minsk por parte da Ucrânia
17 novembro 2020 20:24

No dia 17 de novembro, o MNE da Federação Russa emitiu um comentário de um funcionário seu relativamente a uma recente declaração franco-alemã sobre a resolução do conflito no Donbas.

Numa declaração conjunta dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros da Alemanha e da França, na qual foi elogiada a implementação, pelo lado ucraniano, das Conclusões Gerais acordadas na Cimeira de Paris no "Formato da Normandia" (a 9 de dezembro de 2019), em particular, observou-se que o lado ucraniano, ao aderir aos acordos alcançados em Paris, criou condições para melhorar a situação nos postos de controlo de entrada e saída na linha de demarcação nas regiões de Donetsk e Luhansk , na Ucrânia, antes do início do inverno, e contribuiu para aliviar a situação da população civil, com a abertura dos postos de controlo “Zolote” e “Shchastya”, na região de Luhansk, conforme planeado, a 10 de novembro de 2020.

A avaliação dos Ministérios dos Negócios Estrangeiros da Alemanha e da França sobre os esforços da Ucrânia para implementar consistentemente os acordos de Minsk, incluindo as decisões tomadas ao nível dos chefes de Estado no "Formato da Normandia", provocou uma onda de emoções, críticas infundadas e acusações manipulativas, as quais são falsas e consistem uma tentativa malsucedida de justificar a política ainda mais agressiva da Federação Russa em relação à Ucrânia, assim como a relutância do lado russo em tomar, pelo menos, medidas mínimas para aliviar a situação humanitária e facilitar contactos desimpedidos entre cidadãos ucranianos de ambos os lados da linha de demarcação.

O MNE da Ucrânia também rejeita categoricamente as acusações feitas pelo representante oficial do MNE da Federação Russa sobre as tentativas do lado ucraniano de "repudiar os acordos de Minsk".

O projeto do Plano de Etapas Conjuntas dos Participantes do Grupo de Contacto Trilateral para a implementação dos Acordos de Minsk, preparado por iniciativa do Chefe da Delegação Ucraniana para a Participação no Grupo de Contacto Trilateral, Leonid Kravchuk, e o qual foi recentemente submetido ao Grupo de Contacto Trilateral, contém propostas práticas para a cessação total do conflito, a desmilitarização de distritos específicos das regiões de Donetsk e Luhansk e a criação de condições para a realização de eleições locais no Donbas, o que está em plena consonância, de espírito e literalmente, com o "Complexo de medidas para implementar os acordos de Minsk", de 2015.

No que se refere à atuação dos postos de controlo na área da Operação das Forças Conjuntas, o recém-criado posto “Shchastya” já iniciou as suas atividades a 10 de novembro de 2020, através do qual os cidadãos podem utilizar os serviços do Centro de Serviços Administrativos, agências bancárias, bem como quartos, preparados para mães e crianças.

No posto de controlo “Shchastya” foi inaugurado um centro de serviço, que fornece mais de 80 serviços, o que facilitará imenso a solução de uma série de problemas humanitários para os nossos cidadãos que vivem nos territórios temporariamente ocupados.

Prosseguem as obras de melhoria do atendimento à população civil na passagem do posto de controlo “Zolote”.

Constatamos que os grupos armados ilegais continuam a impedir os cidadãos de cruzar livremente a linha de demarcação. Existem também restrições à livre circulação de observadores da Missão Especial de Monitorização da OSCE.

A Ucrânia, com o papel ativo da Alemanha e da França no Formato da Normandia, continuará a envidar todos os esforços para resolver o conflito pacificamente e para implementar os acordos alcançados no Formato da Normandia e do Grupo de Contacto Trilateral.

Outdated Browser
Для комфортної роботи в Мережі потрібен сучасний браузер. Тут можна знайти останні версії.
Outdated Browser
Цей сайт призначений для комп'ютерів, але
ви можете вільно користуватися ним.
67.15%
людей використовує
цей браузер
Google Chrome
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
9.6%
людей використовує
цей браузер
Mozilla Firefox
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
4.5%
людей використовує
цей браузер
Microsoft Edge
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
3.15%
людей використовує
цей браузер
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux